domingo, outubro 21, 2012

Solidão



Suave é noite.
Densa é a solidão.
Prenchendo completamente meu ser,
Uma e outra me envolvem em seus braços.
Quem sou?
Sou agora Ninguém...
Quedo-me silente a espera do alvorecer.
Alvaro 2005
imagem: Capturada da web, 
sem inidção de autoria
Postar um comentário