terça-feira, outubro 23, 2012

Jacaré Amarelo



Se não me engano
São raros e belos
Os tais jacarés amarelos
Ainda que feitos de pano
E recheados de farelos
 
Serão selvagens?
Nunca os tinha visto nestas paragens
Mas outro dia, vi um dos tais
Não apresentava perigos mortais
 
Parecia até ter um amigo
Um menino, eu lhe digo
Ao me ver a criança
Forte seu jacaré abraça
 
Tem que proteger seu tesouro
Alguém pode querer-lhe o couro
Afinal por aí há muito predador
E talvez até um caçador!
 
Alvaro 2005
imagem: Jacaré Amarelo (sem autoria)
Postar um comentário