Sombras e Sonhos o Livro

Sombras e Sonhos é o livro de estreia do autor Álvaro Domingues. Atuante no meio da ficção científica e autor do Blog do Pai Nerd (http://blogdopainerd.blogspot.com),  Domingues sempre cavou o seu espaço em sites e revistas técnicas para publicar contos que investigam a fundo a mente humana até reunir material suficiente para um livro.
Em Sombras e Sonhos, 38 textos – entre contos, microcontos e um poema – compõem um trabalho que explora anseios, temores, mitos e descrenças humanos.

O resultado é uma ficção científica sui generis, caracterizada pelo lirismo e pela paixão dos textos e de seus personagens.

Roberto Sousa Causo, em sua apresentação do livro, fala que Álvaro Domingues “faz com que o ato despretensioso de narrar conduza o leitor aos efeitos literários de inversão, choque ou epifania. Apresenta uma surpreendente delicadeza, uma quase doçura em sua subjetividade e no andamento das histórias, que confere sutileza aos truques e torna o leitor cúmplice dos seus malabarismos”.

A sensação de epifania fica ainda mais evidenciada nos microcontos do livro: “O gato de Kant”, “A vida num instante”, “Samurai”, “Pescadora de almas”, “Tempus fugit”, “A leitora”, “Finados”, “Não estamos sós”, “Lua”, “Nascimento”, “Psicografia”, “Palácio colorido”, “Tela em branco”, bem como na única poesia: “Sonhos de menina”.

O texto poético traz em seu título um dos motes dessas histórias – também uma das palavras que dão título à coletânea –, os sonhos. E são eles que dão a tônica dos trabalhos mais longos: “Espaço”, “E se...?”, “Limiar”, “Um único olhar”, “Por toda a eternidade”, “Amálgama”, “Sonho lúcido”, “À nossa imagem e semelhança”, “Entrevista com o famoso... quem???”, “Politicamente correto”, “Uma valsa na zona do crepúsculo”, “Fruto proibido”, “Sublime”, “Anima”, “Vai ficar melhor quando o vir impresso... e quando colocarem aqueles números”, “O chamado da floresta”, “Filha da Lua”, “Desejo molhado”, “Chuva”, “Ronda”, “O outro”, “Ela”, “Abrigo divino” e “Tempo”.

Compre AGORA
Postar um comentário