sábado, setembro 29, 2012

Harpa Mágica



Em tons suaves,
Como carícias
Em toques leves,
Meus dedos
Percorrem a harpa
E tocam
Antiga melodia
Dos tempos de magia.
Sinto, junto ao meu,
O seu respirar.
Uma única vida em harmonia.

Mas não ouso olhar
E perdê-lo outra vez.

texto: Alvaro, baseado em lenda celta 
imagem: Mehach, de Linda Bergkvist
Postar um comentário