sábado, setembro 15, 2012

Canto




Canto
No meu canto
Cantiga de acalanto
Recolhendo o pranto
Sem nenhum espanto
Em busca de um encanto
Quem tanto me encanta?
É aquela que canta
Canção que agiganta
E a dor suplanta!
Longe de meu canto
Me levanto
Visto meu manto
No rochedo me planto
Sonho tanto!
Apenas por enquanto...
Postar um comentário