terça-feira, agosto 28, 2012

Longe




Da janela de seu apartamento ele via os lampejos de luz na lua. Apesar de belos, sabia que eram explosões de uma guerra entre as colonias lunares.
 
— Ainda bem que é longe, pensou.
 
Apagou a luz de seu quarto na estação espacial que girava ao redor de um planeta cinza e morto que um dia fora azul e cheio de vida.

Postar um comentário