quinta-feira, junho 16, 2016

Pássaro de Fogo



Foi num sonho que vi

Medonha fera
Terrível Quimera
Que tudo engolia
O povo gritava
A todo momento,
Em grande Agonia

Sangue, dor e sofrimento
Não há Esperança
Contra tamanha vingança

Mas eis que surge no Horizonte
Pássaro reluzente
De brilhos dourados
E tons avermelhados.

Foi num sonho que vi

Em passada era
A Terrível Quimera
Em luta sangrenta
De morte ferira
O grande Pássaro de Fogo.

Mas Fênix ressurge das Cinzas
Novamente, a fera enfrenta
Em batalha cruenta
Dentes e Garras
Se atracam.
O Vermelho Sangue
Inunda o campo.

A cruel fera agora jaz
Ferida de morte.

E em vôo elegante
O pássaro triunfante
Os céus alcança
Anunciando nova Aliança.

Destruída a Quimera
Inciará nova era.

Foi num sonho que vi

Alvaro Dezembro de 2005
Postar um comentário