segunda-feira, dezembro 23, 2013

O Gato de Kant



Tão certo como o sol pela manhã em sua janela, seu gato vinha deitar-se à tarde em seu colo, quando lia, escrevia ou simplesmente meditava. Uma tarde, quando meditava à cerca da constância do Universo, seu gato não veio. Estranhando, procurou pela casa, em vão. Coçando a cabeça, perguntou-se:

– Será que o sol estará na minha janela pela manhã?"

Alvaro Domingues
Postar um comentário